Bairro dos Livros | Exposição “Acasos Objetivos”, com fotografia Carlos Magno na Reitoria da Universidade do Porto
16582
portfolio_page-template-default,single,single-portfolio_page,postid-16582,ajax_fade,page_not_loaded,,vertical_menu_enabled,side_area_uncovered_from_content,qode-theme-ver-11.1,qode-theme-bridge,wpb-js-composer js-comp-ver-5.1,vc_responsive

Exposição “Acasos Objetivos”, com fotografia Carlos Magno na Reitoria da Universidade do Porto

Data
Categoria
Clientes, Curadoria, Eventos e Animação Cultural, Exposições, Instalações Artísticas, Portfólio, U. Porto
Tags
acasos objetivos, carlos magno, exposição, fotografia, gilles lipovetsky, graffiti, semiótica, street art
Sobre o Projeto

“Acasos Objetivos” é uma exposição de fotografia de Carlos Magno, que está em exibição na Reitoria da Universidade do Porto, na Praça dos Leões, com extensão na Livraria Lello, que inaugurou a 21 de março de 2019. A exposição tem a curadoria, conceção e produção do Bairro dos Livros.

Num total de 150 imagens, o núcleo exposto na Reitoria da U.Porto centra-se em imagens que documentam para o futuro a efémera voz dos cidadãos, escrita e desenhada nas paredes, nas estradas ou nos cartazes que, em muitos casos, resultam do alinhamento de acontecimentos, mais ou menos acidentais, que o fotógrafo descobre ou pressente e não perde a oportunidade de registar. As suas fotografias são testemunhos do real que nos confrontam com o que está apenas visível para aqueles que olham e veem. Na Livraria Lello, o visitante pode seguir o exemplo dos artistas urbanos e intervir nos sinais, para criar mensagens, escrever poemas ou fazer desenhos.

Nas palavras do Reitor da U.Porto, António Sousa Pereira: “Sem despir a farda de jornalista, Carlos Magno revela-nos nesta exposição a sua faceta de fotógrafo-flâneur. Alguém que vagueia pelas ruas das cidades com a intenção de observar o que acontece em seu redor e de captar os sinais que traduzem o ‘zeitgeist’ urbano, buscando assim, porventura, uma nova perceção da metrópole.”

Gilles Lipovetsky diz ainda sobre Carlos Magno: “est une sorte d’anthropologue du quotidien, des écritures non formatées et qui réussit à révéler toute la poésie et la richesse créative des  artistes anonymes. Toute une sémiotique rebelle ou intime est là, très visible, mais le plus souvent nous ne la voyons pas.”

“Acasos Objetivos” pode ser desfrutada de 21 de Março até 26 de Maio de 2019, na Reitoria da U.Porto e na Livraria Lello.

Clipping
RTP – “As Horas Extraordinárias”, 25/03/2019
Porto Canal, 03/2019